Facebook e Twitter Visite nosso perfil no Facebook Compartilhe o link no Twitter
Imprensa

Gloria Pires e Bruno Barreto encontram correspondentes internacionais

 

Gloria Pires e Bruno Barreto encontram correspondentes internacionais

Pré-estreia de Flores raras abriu mostra de filmes indicados ao Prêmio ACIE de Cinema 2013

 

Rio de Janeiro, 30 de abril de 2013 – Uma plateia formada por correspondentes internacionais residentes no Brasil e convidados lotou a sala de cinema do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), no Rio de Janeiro, para assistir na segunda-feira, 29 de abril, à pré-estreia do aguardado longa Flores raras, de Bruno Barreto.

A exibição marcou o início da mostra dos filmes indicados ao 10º Prêmio ACIE de Cinema 2013, organizado pela Associação dos Correspondentes de Imprensa Estrangeira no Brasil (ACIE).

Depois da exibição de Flores raras, Gloria Pires, Bruno Barreto e as produtoras do filme, Lucy e Paula Barreto, responderam a perguntas dos jornalistas de veículos internacionais sobre o filme, centrado na história de amor real entre a renomada poetisa norte-americana Elizabeth Bishop (Miranda Otto) e a urbanista brasileira Lota Macedo de Soares (Gloria Pires).

Vários dos correspondentes presentes demonstraram surpresa e satisfação com a capacidade de Gloria para interpretar a personagem de Lota, cujas falas no filme são praticamente todas em língua inglesa. A atriz esclareceu que contou com um apoio específico na questão da língua. Disse ainda que se preparou para interpretar Lota, a idealizadora e construtora do Parque do Flamengo, no Rio, com a leitura do livro Flores Raras e Banalíssimas, de Carmen Lucia de Oliveira, além de uma tese de acadêmica sobre a urbanista.

Bruno Barreto relatou que inicialmente não se interessou em adaptar Flores Raras e Banalíssimas, cujos direitos foram adquiridos por Lucy Barreto em 1996. Ele só se interessou pelo projeto quando encontrou o melhor ângulo para contar a história, que foi o da perda. Essa opção explica o título provisório do filme, A arte de perder, depois substituído pelo atual.

“Essa é a história de alguém que era forte e ficou fraca, a Lota, e de alguém que era fraca e se tornou forte, Elizabeth Bishop. Esse é o meu décimo sétimo filme e foi o mais difícil para encontrar o tom,” afirmou Bruno, que considera Flores raras um dos seus três melhores filmes, ao lado de Romance da empregada, de 1987, e Atos de amor (Carried Away), de 1996.

A mostra com os 22 longas indicados ao 10º Prêmio ACIE de Cinema 2013 começou na terça feira, 30 de abril, e vai até domingo, 5 de maio. As sessões no CCBB-RJ são abertas ao público e gratuitas.

Os cerca de 120 jornalistas de veículos de 30 países afiliados à ACIE poderão assistir aos filmes indicados durante a mostra. Em seguida, os correspondentes vão eleger, por votação direta, os vencedores das categorias competitivas. A cerimônia de premiação do 10º Prêmio ACIE de Cinema acontece em 24 de junho no CCBB-RJ.

FIM

 

Marcelo Cajueiro, diretor-geral do Prêmio ACIE de Cinema, está disponível para outras informações no telefone 21-8802-3190.

 

 

 
10 edio especial do Prmio ACIE de Cinema reunir setor cinematogrfico e correspondentes internacionais
Cerimnia do 10 Prmio ACIE de Cinema acontece em 12 de agosto no CCBB-RJ
10 Prmio ACIE de Cinema consagra Gonzaga e Febre do rato
Prmio ACIE de Cinema: Correspondentes internacionais homenageiam Fernanda Montenegro
Gloria Pires e Bruno Barreto encontram correspondentes internacionais
Correspondentes internacionais indicam filmes concorrentes ao 10 Prmio ACIE de Cinema 2013
Criação de Sites PROFILE DESIGN